sábado, 11 de setembro de 2010

Refúgio Cosmético-Materno


Depois de ter passado da fase de deixar o bebê dentro do chiqueirinho hipnotizado pelo Baby Einstein ou de levar a criança na cadeirinha para o banheiro e ficar jogando água contra o box para entretê-lo, a hora do banho finalmente passou a ser um momento meu, egoísticamente falando.  

Não dá pra ir ao salão, não dá para ir a academia freqüentemente, não dá para passar o dia de pernas para o ar lendo um livro. Mas tomar banho é necessidade básica de higiene. Tomar banho tem que dar. E o melhor: todos os dias!

Ficar trancada no banheiro é o que mães podem fazer sem culpa. O que mamãe está fazendo? Não, ela não está negligenciando sua cria. Está tomando banho, ué. Depois de descoberto esse refúgio espiritual cresceu em mim uma avassaladora paixão por cremes, xampus, esfoliantes e, porque não, pastas de dentes.

No chuveiro fica difícil escolher uma das várias opções de xampu.  Apesar de só ter uma cabeça, há um produto para cada tipo de cabelo: lisos luminosos, cachos rebeldes, ondas glamour, cor estonteante. O que importa mesmo na hora de escolher o xampu é a fragrância. Tem dia que estou mais para coco com lima, outro dia para baunilha ou chocolate. Depende do estado de espírito. Quando não consigo decidir, vão  os dois mesmo. 

Os sabonetes também causam polêmica. Eucalipto ou Orquídea-gotas-de-beleza? Aroma-relax-pele-dos-sonhos ou efeito-iluminador? Isso tudo, é claro, para ser conjugado com o sabonete esfoliante, que se encaixa em outra categoria que não a dos sabonetes, apesar do nome.  Aí não há dúvida porque sou fiel a ele, o único e absoluto esfoliante de Açaí. Tão cheiroso, mas tão cheiroso... que eu tive que experimentar com uma lambidinha. (Não recomendo).

Depois do banho vem a melhor parte: a sobremesa. Um mosaico de frascos coloridos enfeita a pia. Dois ou três óleos e uma infinidade de hidratantes. Tem o próprio para os pés, joelhos, pernas, culotes, mamas, ombro-e-pescoço, rosto e área dos olhos. E não importa quantos hidratantes você tenha, sempre há um lançamento que você quer muito ter. Essa insatisfação  permanente me leva a, às vezes, dar uma de Xuxa em comercial da Monange e usar muito, mas muito creme de uma só vez. Isso quando não acabo passando o creme de marcas de expressão no joelho e calcanhar para me livrar dele mais rápido. A alegria de jogar um frasco vazio no lixo é quase tão grande como a de trazer um cheio e novinho em folha para a família.

Futilidade ou não, meus queridos cosméticos cuidam de mim como eu cuido da minha casa, dos meus alunos e da minha família. Inverter a ordem dos fatores é uma deliciosa terapia.


22 comentários:

  1. hahaha, muito bom o inicio do post, eu, felizmente (ou não) ainda estou na fase do babe conforto no banheiro, pior ainda, como não há box a criança acaba que toma banho junto..rsrsrs
    É uma delicia os cremes mesmo, eu vendo AVON e me seguro toda campanha pra não gastar tudo nos creminhooos! Bjão e Bom Fim de Semana

    ResponderExcluir
  2. oi Marina, também me refugio no banheiro! Rsrsrs! Nós merecemos uma horinha, né?!
    bjo grande!

    ResponderExcluir
  3. Futilidade nada !!! Eu ainda estou na fase de levar a C para o banheiro, mas na cadeira de comer mesmo. Se dou com sorte ela fica no quarto sozinha e dai sim, aproveito mais minha hora no banho. Tambem adoros cremes, shampoos e afins e agora entrei na mania de maquiajem coisa que nunca usei, talvez pq eu ande precisando me sentir melhrozinha, digamos assim, e nao so de rabo de cavalo e cara lavada. Seus textos sao sempre orimos. bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Marina,
    A hora do banho é um momento muito esperado por mim, também é o meu refúgio. E não é que ando adorando creminhos, kkkkkk!!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Me identifiquei também. Desde as primeiras semanas do Benjamin, a hora do banho era a de deixar a água escorrendo pra lembrar do meu contorno. Sagrada! E estar limpa para poder se lambuzar de leite de novo...

    ResponderExcluir
  6. Hahahaha!
    Acho que agora os pais vão entender pq a gente demora tanto: "toma conta pq vou tomar banho" Rs
    Adorei o texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. E eu achando que ninguém iria se identificar com o texto. Que surpresa. Acho que sou mais "típica" do que imaginei.

    ResponderExcluir
  8. Não sei quanto tempo perdi na minha vida antes de chegar aqui. Eu já ri, já chorei com a procura da memória do seu avô. Menina!! que legado vc deixa pra sua filha. Como vc escreve bem e com tanta sensibilidade. Seu blog foi um presente de aniversário.

    ResponderExcluir
  9. Invejinhaaaaaaaaaa.
    Ainda tô na fase 'jogando água no box'. O bom é que tem luz no fim desse túnel. Já vou preparar meu estoque de cosméticos. nem te conto a última vez que usei um hidratante. Ai.

    adorei o post!
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Engraçado que ultimamente tenho pensado constantemente que preciso desse tipo de terapia/carinho comigo mesma.
    antes preciso ir comprar uns creminhos que já estão vencidos a séculos. beijos

    ResponderExcluir
  11. Muito legal esse post, me identifiquei muito...hehehe
    Eu nunca tive saco pra esse monte de creminhos, mas agora´passo tudo e ainda maquiagem...deve ser coisas de mãe, né.
    Bjs

    Gabriela
    http://www.jellybabys.co.uk/delivery

    ResponderExcluir
  12. Hahaha, ri muito com seu post! Eu tb tenho gostado mais da hora do banho! Mesmo quando não tem ninguém pra olhar meu pituco, eu vou pro banho com ele e fico horas enquanto ele brinca!

    ResponderExcluir
  13. KKKK Adorei os tipos de shampoo e sabonetes...Realmente existem tantossssss...Agora vc deu uma de Karina experimentando o sabonete KKKK
    Futilidade que nada, é isso aí quanto mais produtinhos melhor...
    Beijooo

    ResponderExcluir
  14. Pois eu não tomo mais banho todos os dias desde que Emília nasceu
    hihihih brincadeirinha...
    Mas a parte unhas-depilação está bem prejudicada.

    ResponderExcluir
  15. Se depender da minha torcida, sábado vai fazer sol, viu?
    Pensamento positivo! (e se não rolar, um plano B, please!!!!)

    bjssssss e depois conta tudo!

    ResponderExcluir
  16. Marina, será que você autoriza que eu publique esse post lá no blog (com os devidos créditos, é claro)?
    Aguardo sua resposta.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. adorei o post...
    apesar da cria ficar grudada comigo no banheiro eu ainda consigo um creminho aqui e outro alí.
    bom, mas não com tanta intensidade.
    adorei seu blog!!!!

    bjocas

    ResponderExcluir
  18. Muito legal seu blog...adorei o post!! =)


    amenorcasadarua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi Marina,
    Publiquei seu texto lá no blog. Depois passa lá p/ dá uma conferida.
    Bjsss!

    www.cantinhodemae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Nina nina

    "A alegria de jogar um frasco vazio no lixo é quase tão grande como a de trazer um cheio e novinho em folha para a família."

    Achei que esse momento euforia vazia viesse so de meus pensamentos ahaha, como eh bom compactuar com gente da gente!!
    Amei!

    ResponderExcluir
  21. Adorei o post!! A gente merece tudo isso, não é mesmo??
    Bjos,
    Camila
    www.mamaetaocupada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Seus textos são otimos Marina...kkk...

    ResponderExcluir