quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O primeiro aniversário do Samuel


Um piscar de olhos e pronto, já havia se passado um ano. Sentei, enfim, diante do computador para selecionar as fotos para seu primeiro álbum, que desde a saída da maternidade pensava em montar. Tão absorvida pela vida imediata, não percebi que já acumulava na bagagem de tão curta vida uma imensidão de memórias.  É necessário diminuir os passos e olhar para trás, contemplar o caminho percorrido para se dar conta do vivido. Vejo, agora, quanta lembrança estes trezentos e sessenta e cinco rodopios planetários embalaram em nossas vidas.

Você, minha criação tão esboçada, acabou nascendo lótus em pântano de dor. Fraternamente, dividiu meu luto consigo em tardes tristes de outono. Aceitou minhas lágrimas com a cumplicidade de quem já compartilhou o mesmo corpo. Aninhou-se em meu seio como se pedisse proteção, enquanto, na verdade, alicerçava-me para a vida.

Penetrou minha alma pelos olhares graves que lançou e dos quais eu ousei não desviar.  Olhares desprovidos da curiosidade típica das crianças, embebidos de uma experiência misteriosa. Olhos do fiel profeta que transportam a palavra divina.

Sua expressão de homem maduro, quando pousada sobre nós, fez estremecer alguns e enfeitiçar outros.  Seu avô diz que se você andasse fardado, lhe bateriam continência.  Traços fortes que anunciam um grande homem, um super homem.

Diante de sua irmã, porém, a imponência masculina sucumbiu. Seu rosto emanou uma luz especial, uma doçura besta como a dos enamorados. Eu, feliz artesã, assisti o fiar deste meu manto amoroso, cuja tessitura prossegue apesar de mim.

Doze meses abrigaram uma miríade de riquezas cuja alquimia resultou no maior dos amores. Amor que me resgata da inércia da vida, que me alinha com os astros celestes, que faz minha existência romper os limites do meu corpo, que me sintoniza com Deus. Um piscar de olhos e me tornei assim, mais humana e mais sublime. Mais materna. Mais feliz. 

Foto: Gabriela Oliveira

9 comentários:

  1. Lindo!
    Parabéns por tudo, pelos filhos, pela família e pelo amor.
    Beijos enormes, em especial para o pequeno e já um grande homenzinho Samuel.
    Angela Tsatlogiannis

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lindo texto...
    Lindo, lindo, lindo...

    Desses que mexe com a gente, sabe?

    Fantástico, estou emocionada.

    Parabéns ao pequeno, parabéns a você, pela sua enorme superação. Parabéns à família que vcs estão cultivando.

    Que Deus os abençoe sempre.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo lindo texto e pelos lindos filhos!

    ResponderExcluir
  4. Patrícia Goulart1 de março de 2013 11:36

    Marina, Marina como sempre com esse maravilhoso dom de brincar, criar, com letras, palavras profundas.Esses tais olhos de " experiências misteriosas" remontam a um tal passado que diz assim.."Te encontrei no passado, te encontrei no presente nos encontraremos no futuro"Parabéns Samuel e a todos pela linda família!!

    ResponderExcluir
  5. Mas que gracinha Marina! entao esse fofucho que estava na sua barriguinha? Samuel. Lindo lindo lindo!

    Todas as alegrias pra ele, e mts mts mts mts felizes e saudáveis anos de vida.

    Um fofo Marina, um fofo completo!
    Bjs na irmazinha linda tbm ;-)

    ResponderExcluir
  6. Olá, Marina. Adorei o seu texto no MMqD e vim conhecer seu blog. Que surpresa maravilhosa ao me deparar com um texto lindo desses. Parabéns pelo blog e pelo filhote. Já está nos favoritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Myriam! Muito obrigada pela visita. Vou lá conhecer seu blog agorinha. =)

      Excluir
  7. Meu Deus. Que texto. Que texto. Que texto. Meu Deus. O melhor que já li.
    E Samuel é o nome do meu primogênito. E você escreve como eu acho que todos deveriam escrever. E eu virei uma admiradora. Quando eu crescer quero escrever como você. Lindo. De viver. Deus É Maravilhoso. Nos toca através da vida das pessoas. Lindo demais.

    ResponderExcluir